Escola Secundária D. Sancho I
Biologia e Geologia 11º Ano
Ficha Informativa

DNA fingerprint – “impressões digitais” ao nível molecular

O DNA pode ser isolado a partir de uma grande variedade de produtos biológicos. O material mais utilizado é o sangue. O DNA é retirado dos glóbulos brancos, porque os glóbulos vermelhos humanos não possuem núcleo. Em casos de violação, o esperma do violador pode ser também uma fonte de DNA, bem como a saliva deixada em cigarros, comida ou copos abandonados no local do crime, que podem ser recolhidos para obter DNA. No caso da saliva, o DNA provém das células do epitélio bucal. Também os cabelos, particularmente os folículos {raiz do cabelo), podem fornecer DNA.
Este ácido nucleico está, também, presente nos ossos, nos dentes, na cera dos ouvidos, nas fezes e no muco nasal.
Verifica-se que, numa grande parte dos cenários de um crime, é possível encontrar material biológico que pode ser utilizado para recolher DNA, que será sequenciado no sentido de encontrar o "dador”, isto é, o criminoso. É comum afirmar-se que a sequência nucleotídica da molécula de DNA é exclusiva de cada indivíduo, excepto no caso dos gémeos verdadeiros. Contudo, em Ciência Forense (ciência ligada à investigação criminal) não é possível analisar a totalidade do DNA presente numa amostra.
As regiões correspondentes a genes essenciais variam muito pouco de indivíduo para indivíduo. Mas existem outras regiões, espalhadas entre esses genes, sem qualquer função conhecida (regiões não codificantes); estas apresentam uma grande variação entre diferentes indivíduos. Nestas regiões, surgem sequências de DNA peculiares, que se repetem várias vezes. São estas regiões as escolhidas para se fazer a sequenciação nas análises forenses.
Um dos testes mais avançados para comparar sequências de DNA tem uma enorme capacidade de discriminação. A probabilidade de dois indivíduos terem sequências analisadas iguais é de 1 em 100 milhões.

 


2. Padrão de DNA de três amostras

A figura 2 ilustra a comparação de três amostras de DNA. O primeiro resultado corresponde ao padrão de DNA retirado do esperma presente no corpo de uma mulher vítima de violação. O segundo resultado diz respeito ao padrão de DNA de um homem suspeito. E o terceiro padrão resulta de uma amostra de DNA retirada da mulher vítima da violação.

in Biological Sciences, n.º 3, Vol. 16 (adaptado)

PROPOSTA DE EXPLORAÇÃO

1. Por que razão as regiões não codificantes apresentam maior variação do que as regiões codificantes de genes essenciais? (Recorde os possíveis efeitos das mutações).
2. Comente a afirmação: "A análise do DNA permite relacionar uma amostra de material biológico com o indivíduo de onde essa amostra provém, com uma elevada fiabilidade”:
3. Aponte limitações da análise de DNA na resolução de crimes.
4. Aponte riscos de erro desta técnica na discriminação de indivíduos.
5. Uma das limitações desta técnica resulta do facto de não existir um banco de dados com os padrões de DNA de todos os indivíduos. Que problemas éticos lhe sugere uma eventual criação de um banco de dados com esta informação?

In: Biologia e Geologia11. Guia do Professor. Biologia e Geologia 11º Ano. Areal Editores (2004)
 

| versão impressão |

« anterior | início | seguinte »

 

copyright: ricardo barroso 2006